13 novembro 2017

A História do meu Cabelo | BC e Transição Capilar ...


Oi gente, tudo bom?
Hoje vim contar para vocês a história do meu cabelo.


Quando nasci, eu quase não tinha cabelo, ele começou a crescer e encher com 5 anos. Ele era um cacho 3c ( bem de molinha ).
Com 7 ou 8 anos, minha mãe começou a passar alisante em meu cabelo na intenção de tirar um pouco de volume, pois ele é muito cheio ( até hoje ). Como resultado que se pode esperar de passar alisante, meu cabelo caiu da cintura até o ombro, eu não me importei muito pois era criança. Sempre quis ter cabelo liso, então eu gostava dessas loucuras.
Minha mãe teve que acertar meu cabelo no corte e ele ficou bem curtinho. Depois disto ele começou a crescer com uma textura mais crespa e eu parei por um bom tempo de passar alisantes.


Sem química meu cabelo começou a fica bem cheio novamente. Nessa época eu me achava muito feia, porque eu nunca pude deixar meu cabelo solto. É muito comum a gente ouvir histórias de preconceito na infância, mas isso é muito real. Eu sempre fui uma das únicas negras da turma, então sempre quis ser igual as minhas colegas para ser aceita por todos. E uma forma de se parecer igual, era tendo o cabelo liso.

Daí minha mãe ouviu falar do Beleza Natural e resolveu me levar. Com 12 anos comecei a frequentar esse salão, fiquei 3 anos cuidando dos meus cachos por lá. Foi lá que aprendi a cuidar do meu cabelo, aprendi a pentear, a lavar e a poder andar com ele solto. Eu estava começando a ter autoestima. Eu me sentia muito bem com meus cachos.
Eu parei de frequentar o Beleza Natural, porque o meu couro é bem sensível, eu sempre voltava cheia de feridas no couro cabeludo. E isso me fez desgostar de cabelo cacheado, pois sempre pensei que meu cabelo só ficava cacheado por conta da química.



Com 15 anos comecei a querer ter meu cabelo liso definitivamente. Fiz muitas escovas, muita química, para ele ficar bem liso. Eu pensava que fazendo esses procedimentos meu cabelo iria ficar liso natural (bem ingenua né)
Era prancha TODOS OS DIAS em casa, encharcava de óleo e reparador de pontas. Nunca fazia hidratação nem nada do tipo de cuidados.
Durante esse tempo, tive várias mudanças capilar. Deixei ele bem grande, bem curtinho (no ombro), fiz mechas vermelhas, depois loiras, fiz o corte Chanel e por aí vai.


Um belo dia, depois de lavar meu cabelo após uma escova, notei que meus cachos não estavam mais formando, então pensei que agora eu iria ter meu cabelo liso dos sonhos. Ele estava bem alisado, eu mal sabia que estava passando pela Transição Capilar.
Depois de um tempo, meu cabelo começou a ficar com a raiz bem cheia e cacheada, as pontas minguadas e lisas.

Não muito contente com essas loucuras, resolvi descolori minhas pontas em casa.
Como consequência ele caiu, bem na frente, tive o corte químico. Eu também estava passando pela fase da rebeldia, então coloquei tipo um Dread em partes do meu cabelo, e minha mãe cortou, ele ficou todo detonado.
Meus colegas, sempre me apoiaram a ter cabelo cacheado, mas eu nunca gostei, queria ter ele bem liso.


Com 16 anos, minha mãe me levou a um salão, para poder reparar toda essa merda que eu fazia e que ela também fez em meu cabelo. Chegando ao salão, a cabeleireira me disse que eu teria que igualar meu cabelo a todas aquelas partes quebradas. Quando ela terminou e disse para eu olhar no espelho, eu levei um susto pois nunca tinha me imaginado assim.

Ela cortou meu cabelo bem curtinho, eu fiz o Bc sem saber o que era e como eu iria cuidar dele. Como meu cabelo estava completamente com química, ela não cortou tudo que deveria, porque se não eu iria ficar careca haha. Ela deixou uns 3 dedos de cabelo, só na parte da frente que ficou um pouco maior. Estava tudo esticado da raiz as pontas. Nessa fase, eu escutei muitas críticas, muitos apelidos maldosos, mas não me importava, pois desde pequena sempre tive esses problemas pelo fato de eu ser negra. Então eu já estava anestesiada com essa falta de educação alheia. Porque eu sempre me importei somente com o que eu penso.


 Passei por momentos bem críticos em minha vida, me sentia muito feia, não queria mais sair, e meu cabelo me incomodava demais. Porque mesmo eu não me importando com as opiniões alheias, nada combinava comigo, eu não estava acostumada a ter um cabelo tão curto assim. 

 Daí então que resolvi cuidar dele, comecei a pesquisar vídeos no youtube e aprendi a cuidar dele sozinha. Ele começou a crescer depois de 5 meses pós Bc, ele crescia somente para o alto (Black Power), e dessa forma eu não conseguia prender. Quando secava ficava bem cheio, e eu não gostava nenhum pouco de volume.


Então optei por fazer o relaxamento, para meu cabelo ter mais comprimento, (depois do Bc, fiz relaxamento sim, algumas vezes). Meu cabelo começou a crescer muito, também resolvi fazer de novo mechas (descoloração), porque meu sonho sempre foi ter mechas loiras, fiz em casa mesmo.

 Eu passava uma pasta de dente (vermelha) para ele ficar bem avermelhado. Ele estava muito lindo, até que um belo dia, resolvi cortar um pouco (sem ter noção de corte), ele ficou todo torto. Eu fiquei tentando reparar esse meu erro durante 2 anos, meu cabelo não crescia, pois eu cortava todos os dias.
Depois da busca incessante de acerta meu cabelo, parei de cortar mesmo ele não estando certo, deixei ele respirar um pouco. Mas continuei com o relaxamento.


 Hoje em dia, corto ele 1 vez ao ano, só para tirar as pontas secas. Lavo duas vezes na semana, cuido muito bem dele. Meu cabelo é bem crespo, chupa muito óleo e muito creme. Hoje em dia, faço relaxamento quando vejo que tem alguma necessidade. Tem vezes que ele fica endurecido, muito poroso, mesmo eu tendo muitos cuidados com ele, vejo que não consigo melhorar. Então é aí que faço o relaxamento, para eu poder conseguir tratar ele e depois ir mantendo em casa. O Relaxamento que faço não tira meu volume, ele só restaura os fios. 

Essa é a longa história do meu cabelo, passei pela Transição Capilar, fiz o Bc a 4 anos atrás, tive o corte químico, passei por diversas mudanças e por aí vai. Assumir meus cachos foi a melhor coisa que aconteceu em minha vida, me sinto tão feliz, toda essa mudança me fez mudar por fora sim, mas por dentro também. Foi depois disto que me tornei Blogueira e Youtuber, para poder compartilhar com vocês as minhas experiências e a minha história. Espero muito que tenham gostado de me conhecer um pouco mais.

Tenho um vídeo no canal com mais fotos, se quiserem ver, é só dá o play no vídeo abaixo.


                 Beijos, até segunda e não se esqueça de me acompanhar nas Redes Sociais.
por Jéssica Braga

Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. para mim é linda de todo os dois jeitos, mas o que importa é sermos felizes do jeito que nos sentimos bem!!bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada minha flor, é verdade. Devemos ser felizes do jeito que quisermos <3

      Excluir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

@oficialjessicabraga